Natal e uns quantos porquês!

23Dez06

Já que estamos no Natal e para transmitir aquele espírito natalício de uma certa forma através do blog, cá vai um post sobre o tema mas como é hábito deve sair tudo ao contrario…

Quando chegamos a esta altura e mais nos dias de hoje, apercebemos-nos como os outros fazem o Natal, notando uma verdadeira Globalização no que toca aos enfeites e comemorações festivas desta época especial. Mas existem tradições que levantam-me inúmeras questões.

O presépio por exemplo, porque raio cobrimos aquilo tudo com musgo? Penso que na antiga Palestina não existia assim tanto musgo, como aquele que nós colocamos em volta dos nossos presépios. Isto já para nem falar das pessoas que o levam ao extremo, com moinhos de água, fontes, ribeiros, pontes e um dia deste quem sabe uma locomotiva a vapor a chegar com a justificação que o Reis Magos perderam a estrela, não tendo com eles um GPS e aproveitaram um apeadeiro próximo para apanhar um Comboio que curiosamente ia dar a Belém!

O Bolo Rei, porque tem um buraco?? Pois muitos de vos vão dizer “ahhh e tal é porque quer simbolizar uma coroa de um rei…”. Eu olho para aquilo e vejo tudo menos uma Coroa, até penso que aquelas ideias mais pervertidas se instalam primeiro num cérebro de uma pessoa até constatar que afinal “ahhhhhh uma coroa…boa!”. Mas uma coroa é algo feito com delicadeza e quando olho para um bolo rei, vejo uma amalgama de coisas mal amassadas por um rude pasteleiro com muitos pêlos nos braços…E o que aconteceu ao brinde?

Porque o Pinheiro?? Porque não um Eucalipto de Natal? E porque tenho de tornar o pinheiro de natal como uma armadilha que está sempre no limiar da electrocussão?

E qual é a mania de rodear as Casas com tubos ou mangueiras cheias de luzinhas? E porque se tem de colocar mais que o vizinho? Não seria aconselhável o poupar da electricidade já que vai subir?

Perguntas não faltam, começo a ver isto do Natal como um Código Da Vinci…as pistas tão lá mas não levam lado nenhum.

Postado por Ulmi®



2 Responses to “Natal e uns quantos porquês!”

  1. 1 João Bernardo

    É pá, realmente concordo contigo. Especialmente naquela do musgo. Mas o nosso senhor Jesus Cristo não nasceu numa gruta no deserto segundo reza a lenda. Portanto devia ser mas era areia que se punha la. E para algumas pessoas o espirito natalicio significa enfeitar a casa para parecer o circo chen, ou o cardinalli ou whatever. Boma Natal pa ti e pa todos. Abraço

  2. Acho que o eucalipto não é «politicamente correcto»…
    Aqui em terras transmontanas também se coloca musgo (!); porquê?… não sei, mas com o frio que por aqui faz é fácil de encontrar…🙂
    Mas há quem só use palha seca; também é fácil de encontrar por aqui…🙂
    Outra característica de um (bom) presépio transmontano é a quantidade de pastores (!); claro, é terra de pastores… há que fazer «jus» à classe!
    As luzes nas casas…bem aqui tem um «segundo significado»… com as casas nas aldeias todas iluminadas de «tubos cheios de luzinhas», até «parecemos» muitos assim…dá a sensação de muita gente, o que é cada vez mais difícil por aqui; por outro lado, no passado, e não é preciso recuar muito (15 a 20 anos), muitas aldeias não tinham electricidade; bem, agora todas têm e há que usar, ora…🙂

    E um Bom Natal para todos.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: